20 de ago de 2014


Oficina Cultural Pagu oferece curso voltado para literatura em Cubatão

Inscrições para o curso "Desvendando a poética dos autores caiçaras" podem ser realizadas na Biblioteca Municipal

Leitura de textos, sensibilização por meio de músicas e imagens, exercícios de escrita fazem parte do curso "Desvendando a poética dos autores caiçaras". As inscrições começam terça-feira, 15/7 e prosseguem até dia 30/8, na Biblioteca Municipal (Avenida Nove de Abril, 1977), onde também será realizado o curso.
 
Esta oficina propõe um mergulho na memória caiçara e na obra de autores como do cubatense Afonso Schmidt, Ribeiro Couto, Narciso de Andrade, Martins Fontes e Vicente de Carvalho, além de outros escritores caiçaras contemporâneos.
 
O curso será realizado de 30/8 a 20/9, sempre aos sábados, das 14h às 17h, gratuitamente. O único requisito é ter 15 anos de idade ou mais. A realização é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Cultura de Cubatão, Oficinas Culturais do Estado de São Paulo e a Regional Pagu.
 
As professoras - A coordenação é das professoras Clara Sznifer e Luciana Almeida da Silva. Clara é professora de língua portuguesa. Publicou livros de poemas, participou de diversas antologias, dentre as quais se destacam: "Noel Rosa em Poesia", "Noite das Flores" e "Antologia de Poetas Brasileiros Comteporâneos". Integra o grupo Cantigas Praianas que realiza concertos de literatura.

Luciana Almeida é professora, escritora e poeta. Trabalha na rede pública de ensina e ministra oficinas culturais na Ambep e na Academia Vicentina de Artes, Letras e Ofícios. Atualmente é coordenadora do Grupo Ciranda Literária, no Centro Cultural Brasil-Estados Unidos, em Santos.

Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202


3 de jun de 2014

Semana Afonso Schmidt começa dia 3 de junho em Cubatão

Programação vai até 7 de junho, na Biblioteca Municipal

O escritor de maior notoriedade na cidade de Cubatão, Afonso Schmidt, será mais uma vez homenageado em uma semana cheia de atividades culturais que leva o nome do autor: a 39ª Semana Afonso Schmidt, realizada na Biblioteca Municipal (Av. Nove de Abril, 1977), com entrada franca.

A programação tem início na terça-feira (3), às 19h30, com Sarau Literomusical abordando a obra de Afonso Schmidt, com a participantes dos poetas e músicos da Sociedade Amigos da Biblioteca (SAB). No dia 4/6, às 19h, tem lançamento do livro "A Saga das Bruxas" e bate-papo com o autor Tótila Artigas.

Já na quinta-feira (5), a atividade é Oficina de Artesanato com a monitora Cida de Paula. E na sexta-feira, 6/6, tem programação para a criançada, com a "Hora do Conto", apresentada pela contadora de histórias Nalva Leal. A Semana Cultural termina no dia 7, quando haverá Chá Literário com a Terceira Idade, cheio de boas histórias e poemas, a partir das 14h. Outras informações podem ser obtidas no sitewww.bibliotecacubatao.blogspot.com .

Feira de Livros - De 6 a 22/6, também integrando a Semana, haverá Feira Cultural de livros didáticos e paradidáticos, da Distribuidora Era uma vez, no Novo Anilinas (Av. Nove de Abril, s/nº), sempre no período da tarde.

Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202

15 de mai de 2014


SEMANA DA LUTA ANTIMANICOMIAL

A Biblioteca Municipal "Prof. João Rangel Simões" recebe duas exposições que fazem parte da Semana da Luta Antimanicomial. O evento está inserido na proposta do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), a qual defende a participação dos pacientes da Saúde Mental em atividades lúdicas, culturais e que permitam a socialização.
A exposição "Nem todo mundo vê o mundo como você vê" possui quadros, poesias e instalações artísticas produzidas pelos pacientes, os quais se empenharam significativamente para esta ansiada exposição. Além disto, a fotógrafa Jordana Lima Duarte, da Secretaria de Cultura de Cubatão, se esmerou na produção de um ensaio fotográfico que aborda o cotidiano dos atendidos.
A Biblioteca está localizada na Avenida 9 de abril, 1977, Cubatão.
A visitação à exposição pode ser realizada até o dia 30 de maio, das 8h às 17h. A entrada é gratuita. Participe.

11 de abr de 2014

Exposição Inspirações vai até dia 22 na Biblioteca Municipal

Artista plástico Adelson Silva mostra seus trabalhos. Mostra fica aberta das 8h às 17h.
A Biblioteca Municipal recebe Exposição "Inspirações", do artista plástico Adelson Silva. A mostra ficará no espaço até dia 25 de abril, sempre das 8h às 17h e aos sábados das 9h às 13h (Av. Nove de Abril, 1977). A entrada é gratuita.

O artista é autodidata. Sua principal forma de aprendizagem está na observação das técnicas utilizadas por grandes mestres da pintura como Benedito Calixto, Jian Batista, Gasta Neto e Izabel Graná, totalmente refletidas em suas criações que retratam, principalmenbte, a vida no mar.

Nascido em Pernambuco, Adelson vive em Cubatão desde a década de 70. Foi integrante das bandas musicais da refinaria, Banda Municipal e Orquestra Sinfônica do Litoral e hoje é funcionário público.
Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202

7 de abr de 2014

Adeus ao poeta cubatense Leonardo Só

O artista foi enterrado neste domingo em Cubatão.

Faleceu neste fim de semana, aos 62 anos de idade, o poeta cubatense Leonardo Firmino dos Santos, ou simplesmente Leonardo Só, como costumava assinar seus textos. Várias vezes vencedor do Mapa Cultural Paulista fase regional, o escritor tinha diabetes e sofreu complicações do diabetes. Leonardo teve falência múltipla dos órgãos. O enterro foi ontem (6), no Cemitério Municipal de Cidade.

Leonardo era natural de Pombal, no sertão da Paraíba. Aos 14 anos idade mudou-se para Fortaleza, capital do Ceará, onde iniciou o ofício de escrever poesias, contos e textos em prosa. Foi nesta cidade que o artista teve o primeiro contato com a Literatura, por meio de manifestações populares como cordel e reisado, e através da troca de ideias com os poetas urbanos cearenses.

Veio para Cubatão em 1980 e desde então, fortaleceu sua poesia na cidade, participando de saraus e da Sociedade Amigos da Biblioteca, SAB. Leonardo Só foi finalista do Mapa Cultural Paulista em 2008 com o texto "Poema do Adeus", transcrito abaixo. Ano passado, lançou junto com seu amigo e também poeta, Natan Alencar, o livro "Duplo Mergulho", com textos dos dois autores.

Dono de uma escrita especial, contemporânea, em prosa, Leonardo reunia o que há de melhor em um artista: a não negação à cultura natal, a sensibilidade, a busca pelo amor e pela felicidade. Em seus últimos textos, assinava, também, com o codinome de "Poeta Clandestino", uma alusão ao seu modo simples de viver e encarar a vida e a literatura, cruas e belas, como elas são.

Poema do Adeus

Então, ficamos assim:
eu esqueço de você
você esquece de mim.
Você deixa a chave,
eu fecho a porta.
A saudade bate,
o amor acorda.
Na cozinha, pego um copo
e bebo o gosto da tua boca.
Na sala, ponho uma música
e danço sozinho.
Limpo a vidraça
e vejo quando o teu vulto passa:
expurgo desejo que o meu corpo cospe!

(Leonardo Só - poeta clandestino)

Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202

Secretaria de Cultura

4 de abr de 2014

03/04/2014

Biblioteca de Cubatão tem programação especial em abril

Exposição, sarau literário, oficina de origami são apenas algumas das atividades oferecidas
 
A Biblioteca de Cubatão tem uma programação especial em abril, mês em que se comemora o aniversário da cidade. São atividades voltadas para o público infantil e adulto, sempre valorizando diferentes expressões artísticas.
De 7 a 22/4 será realizada a Exposição "Inspirações", do artista plástico Adelson Silva. Autodidata, a principal forma de aprendizagem está na observação das técnicas utilizadas por grandes mestres da pintura como Benedito Calixto, Jian Batista, Gasta Neto e Izabel Graná. Nascido em Pernambuco, Adelson vive em Cubatão desde a década de 70. Foi integrante das bandas musicais da refinaria, Banda Municipal e Orquestra Sinfônica do Litoral e hoje é funcionário público.

Já em 8/4, às 19h30, acontece o Sarau Literomusical da SAB - Sociedade Amigos da Biblioteca, em homenagem ao poeta cubatense Leonardo Só. Dia 15/4, às 14h, haverá Oficina de Origami com a professora Cida de Paula. A oficina é aberta para crianças, jovens e adultos.

Para quem gosta de uma boa história, também vai ter o projeto "Hora do Conto", com Nalva Leal. Vai ser dia 24, às 14h, na sala de leitura. Crianças de todas as idades estão convidadas a acompanhar uma tarde de muita fantasia e alegria.

E fechando a programação do mês, no dia 30, às 14h, o palhaço Fuzuê, interpretado pelo artista Tótila Ártigas, apresenta seu Show com muitas piadas e histórias engraçadas. Escolas interessadas em levar crianças para participar das atividades devem agendar pelo telefone 3361-6844. Todas as atividades são gratuitas e a Biblioteca de Cubatão fica na Av. Nove de Abril, 1977.
Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202
Secretaria de Cultura

27 de nov de 2013

JOSÉ ROBERTO TORERO SE APRESENTOU NA BIBLIOTECA CENTRAL.

O escritor José Roberto Torero participou de encontro, nesta quarta-feira (27.11), com estudantes da cidade. O evento faz parte do Viagem Literária, programa desenvolvido pela Secretaria de Cultura do Estado em parceria com as bibliotecas municipais. Torero relatou suas experiências com a literatura, além de contar histórias de sua lavra. Houve a participação das escolas UME Jayme João Olcese, CEU Marta Josete Ramos Impaléa e Colégio COC Cubatão. 


VEJA IMAGENS DO EVENTO VIAGEM LITERÁRIA COM JOSÉ ROBERTO TORERO.












24 de nov de 2013

José Roberto Torero participa de bate-papo em Cubatão

Escritor integra a lista de autores do Projeto Viagem Literária. Conversa sobre acontece dia 27/11, às 9h, na Biblioteca Municipal

 
O escritor José Roberto Torero é destaque no Projeto Viagem Literária e aporta em Cubatão no próximo dia 27/11, às 9h, na Biblioteca Municipal  (Av. Nove de Abril, 1977).

Desta vez, a conversa será dirigida para o público infantojuvenil, em um bate-papo de aproximadamente duas horas, onde autor fala de seus livros e das histórias que os inspiram. O objetivo desse módulo é desenvolver o prazer pela leitura e aproximação do público com o artista.

Santista de nascimento, José Roberto Torero é formado em Letras e Jornalismo. Publicou 30 livros, metade para adultos e metade para crianças. Entre eles O Chalaça (Prêmio Jabuti em 1995) e Papis et Circenses (Prêmio Paraná em 2012). Foi colunista de futebol na Folha de S.Paulo de 1998 a 2012. É roteirista de tevê, onde escreveu o programa Retrato Falado (2000-2008) e a série FDP (exibido em 2012 na HBO). No cinema, fez o roteiro de sete longas metragens, dirigiu seis curtas e o longa "Como fazer um filme de amor".
Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202


BIBLIOTECA MUNICIPAL RECEBE O ESCRITOR JOSÉ ROBERTO TORERO




12 de nov de 2013

A BIBLIOTECA MUNICIPAL RECEBE O
ESCRITOR JOÃO SILVÉRIO TREVISAN

O escritor João Silvério Trevisan se apresenta na Biblioteca Municipal numa conversa sobre seus livros e os processos criativos. O autor participou em diversos projetos envolvendo teatro, jornalismo, cinema e, claro, a literatura. Trevisan possui vários livros publicados, os quais podemos destacar: Vagas Notícias de Melinha Marchiotti, Devassos no Paraíso, O livro do Avesso, Ana em Veneza e Troços & Destroços. O evento faz parte do programa Viagem Literária.


O encontro ocorrerá no dia 14 de novembro (quinta-feira), a partir das 14 horas. A Biblioteca Municipal está localizada na Av. 9 de abril, 1977 - Centro.

IMAGENS DO EVENTO:







6 de nov de 2013

Feira Literária tem início em Cubatão

Evento acontece na Biblioteca Municipal até 7/11
 
Começou nesta terça-feira (5), em Cubatão, a Feira Literária da cidade com uma série de atividades voltada para o mundo dos livros e seus admiradores. Acontece até o próximo dia 7, sempre das 8 às 17h e das 19 às 22h, na Biblioteca Municipal (Av. Nove de Abril, 1977), com entrada gratuita.

Hoje teve abertura de exposição e contação de histórias. A ilustradora Nice Lopes participou do início da exposição "O mundo ilustrado de Nice". A mostra conta com telas, desenhos, pôsteres e pequenos quadros que misturam contos de fadas, insetos, poesia e circo, sempre com muita cor e traços característicos da artista.

Nice Lopes desenha desde criança. É ilustradora, publicitária e trabalha na Prefeitura de Cubatão. Teve várias de suas criações publicadas na Revista Claudia (Ed. Abril), no The Wall Street Journal e em um dos livros de ilustração mais importantes do mundo, o Illustration Now!, além de ter ilustrado livros infantis das escritoras Mô Amorim e Érika Freire. Para Nice, que é cubatense, a oportunidade é muito entusiasmante. "Essa exposição já passou por São Paulo, Santos e realizo o fechamento da mostra aqui em Cubatão. Fiquei lisonjeada com o convite. Espero que todos possam vê-la de perto. Ficará na Biblioteca até o início de dezembro", comentou a artista.

À tarde, várias crianças compareceram à Feira e acompanharam o projeto "Contação de Histórias", com Nalva Leal. Sempre colocando em destaque as virtudes humanas, a novidade prendeu a atenção da garotada, com idade entre 7 e 10 anos. Ainda hoje, a partir das 19h30, haverá a palestra "Lima Barreto: Um Autorretrato", com o poeta Marcelo Ariel. Durante toda a feira haverá exposição e venda de títulos da Livraria Nobel, banca de livros de autores cubatenses, gibiteca e banca de trocas de livros e gibis.

Programação - Na quarta-feira (6), as atividades começam às 13h30 com a apresentação do Quarteto de Flautas do programa Cubatão Sinfonia. Às 14h, Tótila Artigas apresenta suas "Fábulas". Às 19h30, a Sociedade Amigos da Biblioteca (SAB) apresenta um Sarau Líteromusical em homenagem ao poeta Vinicius de Moraes.

O último dia do encontro, 7, começa às 13h30 com o Quarteto de Saxofone do programa Cubatão Sinfonia. Às 14h, o jornalista Alessandro Atanes, servidor público da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Cubatão, realiza um bate-papo sobre a visão cinematográfica da Mata Atlântica em um poema de Vicente de Carvalho, "Fugindo ao Cativeiro". À noite, acontece o encerramento da Feira, às 19h30, com lançamento do livro "Duplo Mergulho", de Natan Alencar e Leonardo Só.
Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202

30 de out de 2013

Lançamento de livro e bate-papos marcam Feira Literária em Cubatão


Evento conta ainda com exposição de ilustrações, apresentações musicais e estande de troca de livros

 
A Biblioteca Municipal de Cubatão promove de 5 a 7 de novembro mais uma Feira Literária, reunindo encontros com autores, lançamentos, exposições, apresentações musicais, estande de livros, gibiteca e uma banca de trocas. As atividades acontecem na sede da Biblioteca, na Avenida Nove de Abril, 1977.

A abertura ocorre no dia 5, às 13h20, com a exposição "O mundo ilustrado de Nice", com trabalhos da ilustradora Nice Lopes (na foto, sua versão de Branca de Neve), seguida por apresentação dos músicos do programa Banda Escola Cubatão (BEC). Às 14 horas, a contadora de histórias Nalva Leal apresenta "Contos e Lendas Populares". A programação da noite começa às 19 horas com nova apresentação dos músicos do BEC, seguida, às 19h30, pela palestra "Lima Barreto: Um Autorretrato", com o poeta Marcelo Ariel.

No dia 6/11, quarta-feira, a programação começa às 13h30 com a apresentação do quarteto de flautas do programa Cubatão Sinfonia. Às 14 horas, Totila Artigas apresenta suas "Fábulas". Às 19h30, a Sociedade Amigos da Biblioteca (SAB) apresenta um Sarau Líteromusical em homenagem ao poeta Vinicius de Moraes.

A última data do encontro, dia 7, começa às 13h30 com o quarteto de saxofone do programa Cubatão Sinfonia. Às 14 horas, o jornalista Alessandro Atanes, servidor público da Secretaria de Comunicação, faz um bate-papo sobre a visão cinematográfica da Mata Atlântica em um poema de Vicente de Carvalho, "Fugindo ao Cativeiro".

À noite, a programação começa às 19 horas com nova apresentação dos músicos do programa BEC e, às 19h30, tem o lançamento do livro "Duplo Mergulho", de Natan Alencar e Leonardo Só.

Durante toda a feira, haverá exposição e venda de títulos da Livraria Nobel, banca de livros de autores cubatenses, gibiteca e banca de trocas de livros e gibis.
 
Prefeitura Municipal de Cubatão
Secretaria de Comunicação

3 de out de 2013

Projeto Viagem Literária traz Lídia Engelberg

O Programa Viagem Literária realiza mais uma atividade em Cubatão, na Biblioteca Municipal (Av. Nove de Abril, 1977). No dia 18/10, às 10h e 15h, a escritora Lídia Engelberg vai contar lindas e aventurescas histórias para as crianças.

No encontro a autora falará sobre "Causos e Historietas". Haverá uma deliciosa dose de assombração com as narrativas dos livros: Gretel, a esperta, A Peleja do Violeiro Magrilim com a Formosa Princesa Jezebel, A Casa do Bode e da Onça, Matinta Pereira e Lobisomem.

Lídia Engelberg é atriz e contadora de histórias. É mestre em Educação, Arte e História da Cultura. Desenvolve trabalho de pesquisas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Narra contos em livrarias, escolas, bibliotecas, teatros e unidades do Sesc. Participa de programas e projetos da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo e realiza oficinas sobre a arte de contar histórias para educadores, profissionais de bibliotecas e interessados em geral.

O Programa Viagem Literária acontece sempre em bibliotecas públicas paulistas e é conhecido por estimular o hábito da leitura por meio do contato direto com o autor. É uma parceria entre a Secretaria de Estado da Cultura e as bibliotecas, com produção da Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA). A programação é gratuita e aberta ao público de todas as idades.

Fotos: Divulgação
Link para fotos
Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202
Secretaria de Cultura

2 de out de 2013

Biblioteca tem programação especial na semana da Criança

Atividades acontecem entre os dias 7 e 12 na Biblioteca e no Novo Anilinas
 
A Bibioteca de Cubatão preparou uma série de atividades diferentes e divertidas na semana da Criança. As ações acontecem na Sala Monteiro Lobato, na própria Biblioteca (Av. Nove de Abril, 1977), sempre no período da tarde, às 14h.
No dia 7/10 a atividade é "Massa para modelar". Já em 8/10, haverá "Desenhos para pintura". No dia 9, tem "Hora do Conto com Nalva Leal" e, em 10/10, "Show do Fuzuê com Tótila Artigas" (foto). A programação se encerra em 11/10 com "Oficina de Dobradura", no estilo origami.
Além de participar das atividades, a meninada tem à disposição milhares de livros paradidáticos, gibis e livros de histórias fantásticas no local. A decoração, colorida e temática, é mais um atrativo para os pequeninos.
No dia das crianças, 12, todas essas atividades estarão disponíveis para a garotada no Novo Anilinas (Av. Nove de Abril, s/nº), a partir das 9h, com entrada gratuita.
Texto: Morgana Monteiro - Mtb 29.202

26 de jun de 2013

Bate-papo reúne Alessandro Atanes e Marcelo Ariel na Biblioteca de Cubatão

Atanes lançou o livro "Esquinas do mundo". Palestra fez parte da programação da 38ª Semana Afonso Schmidt.
Um passeio pela história por meio da literatura: é isso que o jornalista Alessandro Atanes propõe no livro "Esquinas do Mundo", que foi tema de um bate-papo na Biblioteca de Cubatão nesta quarta-feira (26). Ao lado do escritor Marcelo Ariel, a tarde foi regada a conversas e breves análises sobre os escritos, outros autores e considerações acerca da condição humana.

Mestre em História Social, Atanes falou sobre 11 textos que entram nessa publicação e na balança entre história e literatura. Nomes como Pablo Neruda e Elizabeth Bishop, que mostram por meio dos escritos uma visão bastante particular sobre o Porto de Santos. Já outros autores - santistas - como Narciso de Andrade, Ademir Demarchi e Madô Martins, descrevem e poetizam um cais tão próximo de suas vidas. "Apesar do espaço geográfico ser o mesmo, a realidade é interpretada de maneira completamente diferente pelos escritores. É isso que proponho, conhecer um pedaço da história por meio de textos de ficção", comentou Alessandro.

Os ensaios de "Esquinas" podem ser lidos também pelos interessados em questões gerais sobre a relação história-literatura. Isso acontece, por exemplo, no poema discutido nesta tarde: "Caranguejos aplaudem Nagasaki", presente no livro de Atanes e originalmente publicado em "Tratado dos anjos afogados", de Ariel. O poema foi lido como um monumento às vítimas do incêndio que vitimizou dezenas de famílias que sobreviviam em palafitas erguidas sobre oleodutos.

O autor, Marcelo Ariel, participou da conversa, falando sobre a construção, desenvolvimento e elementos dessa poesia que faz com que Vila Socó estacione na história, na esperança de que nunca se repita. "O poema se apodera do pesadelo porque são as próprias vítimas que falam acerca do incêndio. Tudo em poesia é símbolo, é metáfora. A mulher incendiada ali também é incendiada por dentro, no sentido de mostrar como a vida humana era e ainda é tratada no Brasil", afirmou o escritor. Houve bastante participação do público, principalmente sobre esse assunto, ainda tão próximo de muitos cubatenses que ainda se lembram da tragédia ocorrida em 1984. Em uma atitude simbólica, Ariel partiu ao meio uma máscara, refletindo sobre a condição humana, a verdade (ou a falta dela) e os limites já estabelecidos.

Vale lembrar que é de Ariel o texto de introdução do "Esquinas do Mundo". Como é comum que obras de ficção tenham uma introdução analítica, descritiva ou crítica, o poeta foi convidado para fazer o inverso, um texto de ficção que antecede os ensaios.

Fotos: Morgana Monteiro

14 de jun de 2013

Cubatão celebra a Semana Afonso Schmidt com programação especial

Há concerto musical, lançamento de livros e exposição de desenhos.
Um dos filhos mais ilustres de Cubatão, o escritor Afonso Schmidt, tem sua vida e obra celebrados todo ano na cidade. É a "38ª Semana Afonso Schmidt" que oferece uma série de eventos enaltecendo a herança intelectual deixada pelo autor. Em 2013, a programação ocorre de 24 a 29 de junho e se concentra, em grande parte, na Biblioteca Municipal (Av. Nove de Abril, 1977).

No dia 24, às 10h, a abertura da semana ocorre com "Outonais", exposição de desenhos do artista Tótila Ártigas. Com temática inspirada na atual estação, o outono, a mostra conta com dezenas de paisagens pintadas a crayon, giz de cera e lápis plástico.

Em cada quadro, uma cena de um lugar por onde Tótila passou ou viveu, e que ficou guardada na memória. "Procuro captar toda poesia que existe, por exemplo, no pôr-do-sol de uma tarde fresca de outono, com seus coloridos intensos, mesclados com horizontes cobertos de reflexos".

Já no dia 25, às 13h, acontece o lançamento do livro "Dança e Saúde - Física, Mental e Emocional", de Marcos Ribeiro. O coreógrafo, dançarino e professor de expressão corporal e de passarela, faz um apanhado de tudo o que aprendeu e registrou durante esses anos de profissão. Além da tarde de autógrafos, haverá oficina de expressão comportamental.

Esquinas do Mundo - Em 27/6, às 14h, ainda na Biblioteca Municipal, haverá lançamento de "Esquinas do Mundo - Ensaios sobre história e literatura a partir do Porto de Santos", de Alessandro Atanes, e bate-papo com o autor, juntamente com o escritor cubatense Marcelo Ariel.

Justifica-se a parceria porque, na verdade, ela teve início justamente com o livro. De acordo com Alessandro, apesar da publicação não ser de teoria, os ensaios podem ser lidos também pelos interessados em questões gerais sobre as relações entre História e Literatura. E isso ocorre sobretudo no texto que será apresentado na Semana Afonso Schmidt, "A Tragédia de Vila Socó na poesia de Marcelo Ariel", em que a obra do poeta é lida como um monumento às vítimas do incêndio que, em 1984, exterminou dezenas de famílias que moravam em palafitas construídas sobre oleodutos.

É também de Ariel o texto de introdução do "Esquinas do Mundo". Como é comum que obras de ficção tenham uma introdução analítica, descritiva ou crítica, o poeta foi convidado para fazer o inverso, um texto de ficção que introduza os ensaios.

Alessandro diz que a intenção do livro é criar conhecimento histórico a partir de poemas e romances que tenham Santos e outros portos como tema ou cenário, explorando suas diferenças ou contrastando suas semelhan­ças, mas sempre colocando-os em relação uns com os outros. E, além disso, a grande questão de fundo dos ensaios é justamente sobre como escrever sobre História tendo a Literatura como "objeto" de análise, um objeto que mais retrata do que reflete, que deve ser lido a "contrapelo". Atanes é jornalista da Prefeitura de Cubatão e mestre em História Social.

Schmidt musicado - E em 29/6, às 20h30, haverá o Concerto Musical "Tributo a Afonso Schmdit", no Bloco Cultural (Pça. dos Emancipadores, s/nº), com entrada gratuita. A regência será do maestro Roberto Farias. No repertório, estão poemas de Schmidt musicados por Farias, cantados pelo Coral Zanzalá. Haverá, ainda, participação do Grupo Rinascita de Música Antiga, coral infantil do Programa BEC (Banda Escola de Cubatão) e das bailarinas do Corpo Coreográfico da Banda Marcial. A Sinfônica de Cubatão traz um programa especial, também, com músicas de compositores latinoamericanos em destaque como Roberto Pintos e José Ignácio Blesa Lull.

Afonso Schmidt - Schmidt é considerado o principal nome da Literatura na cidade e, por isso, recebeu uma Semana em sua homenagem. Ele nasceu em Cubatão, no dia 29 de junho de 1980 e escreveu mais de 70 títulos. Aos 16 anos, com o apoio da mãe, Odila Brunckenn, publicou a primeira obra, "Lírios Roxos", que deu início a uma extensa produção. Entre 1942 e 1943, o escritor recebeu três prêmios da Academia Brasileira de Letras: o prêmio Machado de Assis com o romance "A Marcha", o prêmio Coelho Neto com o livro de contos "Tesouro de Cananéia" (1942) e o prêmio Ramos Paz com a novela "No Reino do Céu" (1942). Com o reconhecimento, foi eleito para a Academia Paulista de Letras e ingressou como sócio honorário do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo. Depois de homenageado por diversas instituições, Schmidt recebeu ainda, em 1963, o Prêmio Juca Pato como o Intelectual do Ano. Com problemas cardíacos, o romancista, dramaturgo, poeta, repórter e aventureiro morreria em 3 de abril de 1964, aos 74 anos.
Morgana Monteiro
Mtb 29.202

26 de abr de 2013

A ARCA DO TESOURO DE AFONSO SCHMIDT

Constituida de livros,mapas, cartões postais, fotos e originais de obras-primas do escritor brasileiro, nascido em Cubatão, ela se encontra disponível para consulta na Biblioteca Municipal. O acervo existente foi enriquecido por doações de raridades que pertenciam ao autor.

Com essas palavras a revista Beach&Co. traz em sua última edição uma matéria completa sobre a doação que a Biblioteca Municipal recebeu da família do escritor. Leia matéria completa clicando aqui.

10 de abr de 2013

Aberta a exposição "Natureza", na Biblioteca Central de Cubatão

Aberta a exposição "Natureza", na Biblioteca Central de Cubatão
As telas são do artista plástico Edgio Soares, o
Dija

Foi inaugurada nesta quarta-feira (10), na Biblioteca Central de Cubatão, a exposição "Natureza". As obras são do artista plástico Edgio Soares, que adotou "Dija" como nome artístico - maneira como, aliás, assina as criações.
As peças, todas em óleo sobre tela, mostram o olhar do artista sobre elementos que compõem a natureza, como paisagens e animais. Os tons pasteis estão sempre presentes, bem como o traço firme do desenho. A exposição segue até o dia 19/4, na Biblioteca, situada na Avenida Nove de Abril, 1.977, no Centro, das 8 h às 17 h.
Dija é nascido em Água Branca, Alagoas, mas veio para Cubatão aos três anos de idade. Estudou em colégios tradicionais de Cubatão, como o Júlio Conceição e Afonso Schmidt. Depois de trabalhar por quase 30 anos nas indústrias do polo petroquímico, decidiu se dedicar ao desenho e à pintura, suas grandes paixões.

Texto e fotos: Morgana Monteiro
GALERIA COMPLETA

14 de mar de 2013

Projeto EmCena Brasil retorna a Cubatão

Apresentações de teatro, música e dança acontecem gratuitamente acontecem dias 30 e 31 de março, no Jardim Casqueiro.
Com o apoio da Prefeitura de Cubatão, a Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e a Associação Abaré Arte em Cena, retorna à cidade o Projeto EMCENA BRASIL. O evento será realizado nos 30 e 31/3, das 15h às 22h, com entrada gratuita.

Um contêiner adaptado para palco será instalado na Praça Independência, no Jardim Casqueiro, onde acontecerão contações de histórias, espetáculos teatrais para crianças e adultos, além de circo, dança folclórica, sessão de cinema com curtas-metragens, mamulengo e muito mais.

A caravana, que percorreu mais de 120 cidades em todo o país, já atendeu cerca de 300 mil pessoas e irá visitar Cubatão. Com uma estrutura moderna que inclui som, iluminação, tela de cinema, 400 cadeiras e uma grande tenda para abrigar a plateia, a caravana apresentará uma variada programação aos presentes, com a mesma qualidade de salas convencionais de teatro, porém, com a vantagem de ser totalmente gratuita.

A Cia Abaréteatro administra o projeto desde 2007. A equipe é composta por 20 pessoas, entre atores, técnicos, monitores e traz cinco companhias de teatro, de circo e de mamulengo, que chegarão à cidade com os seus principais espetáculos. Todos os grupos têm na bagagem um excelente currículo, reconhecidos com premiações nos principais centros culturais e diversos festivais de cultura espalhados pelo Brasil e no exterior.

Ao todo serão 40 artistas e técnicos atuando em dois dias de evento. O excelente nível artístico e a interação com a plateia, presente em todas as apresentações, proporcionará aos espectadores o que há de melhor na área, num evento único, valorizando a cultura popular, o artista nacional e garantindo boas gargalhadas e um ótimo dia de lazer para toda a família.

Continue a leitura clicando aqui.

21 de fev de 2013

Livraria móvel da Unesp chega a Cubatão

Nas próximas duas semanas, unidade circulará entre a Biblioteca Municipal e o Parque Anilinas
Até 3 de março, os cubatense têm pela primeira vez a oportunidade de frequentar uma livraria. É que nesta quinta-feira, dia 21, o caminhão da Livraria Unesp Móvel, projeto da Editora Unesp, chegou à cidade e fica estacionado em frente à Biblioteca Municipal, na Avenida Nove de Abril, durante dois dias. No final de semana, dias 23 e 24, a livraria móvel se desloca para o Parque Anilinas. Na semana seguinte, o caminhão volta para a frente da biblioteca nos dias 28/2 e 1º/3 e retorna para o Parque Anilinas no final de semana, dias 2 e 3/3.
Nas primeiras horas de funcionamento, o movimento já mostrava que a cidade comporta a instalação de uma livraria. A professora de matemática Márcia Helena Marques Rabelo, da Rede Municipal, saía do local com nove livros, dois da área de Direito para o filho que está estudando para concurso e o restante sobre Educação e Pedagogia. “Tem muito estudante universitário na cidade e essa experiência pode despertar editoras e livreiros a trazer uma livraria para Cubatão”, comenta.
Quem também andava por ali era o artista Tótila Ártigas, que atua como palhaço. Ele estava escolhendo entre “O Hobbit”, clássico de J.R.R. Tolkien recentemente levado ao cinema, e “Palhaços”,do artista Mário Fernando Bolognesi.
Descontos – Para marcar a presença na cidade, a livraria anunciou uma política de descontos de 30% para todos os livros da Editora Unesp para a população em geral. O desconto chega a 50% para os servidores municipais e funcionários da Associação Comercial e Industrial de Cubatão. Já os livros das demais editoras terão desconto geral de 15%.
A Livraria móvel – Conduzida e operada pelo livreiro-motorista Jorge Menezes, que atua no ramo de livros há 15 anos, a Livraria Unesp Móvel tem área de 20 metros quadrados, espaço suficiente para receber cerca de 28 clientes ao mesmo tempo. Essa metragem é alcançada com a abertura da porta lateral do baú (que mede 4,50m x 2,40m x 2,20m de altura). A capacidade é de 2 mil livros, que são acomodados e expostos em estantes que circundam o veículo, e ainda em duas prateleiras posicionadas na parte central, podendo acomodar até 28 pessoas. A livraria carrega também dois computadores – um para registro de vendas e outro, com tela voltada para o exterior, para uso do cliente, que assim pode pesquisar e comprar livros a partir do site da Livraria Virtual da Editora Unesp.
“Nosso objetivo sempre foi alcançar o leitor onde quer que ele esteja”, diz José Castilho Marques Neto, presidente da Editora Unesp e idealizador do projeto. “Já tínhamos a livraria física, da Praça da Sé, e a Livraria Virtual. A loja móvel é mais um canal de acesso ao livro. Mesmo em tempos de distribuição online, é importante apresentar o livro físico ao leitor.”
Texto: Secretaria de Comunicação – com informações de Alessandro Atanes
Imagens: Allan Nóbrega

19 de fev de 2013

Biblioteca de Cubatão tem novos títulos para a comunidade


São quase 300 obras dos mais diversos autores e assuntos

De tudo, um pouco: romances, livros técnicos de adminstração e direito, filosofia, teatro. A Biblioteca de Cubatão recebeu uma doação de 289 livros do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas. A remessa já está sendo catalogada e entre os meses de março e abril estará disponível para a comunidade.

Entre os títulos mais importantes estão: Dicionário de Filosofia de Mário Bunge, Do Nilo ao Eufrates de Daniel Davidsohn, Deus não abandona de Vanda Amorim, Valentia de Deborah Kietzmann Goldenberg, Além do deserto de Érica Bombardi; os contos brasileiros como Os véus, A. de Carlos Rezende e Histórias de amor e nem tanto de Mario Rui Feliciano; Laços : crianças, jovens, famílias e Aids de Reginaldo Bortolato e Renata Godinho Brandoli; Enquanto dormem as crianças de Guido Fidélis; Gestão para inovar de Luis Alberto Piemonte, Renascença e Barroco de Heinrich Wölfflin; Teatro e sociedade:Shakespeare de Guy Boquet.

Embora a Biblioteca Municipal seja essencialmente voltada para os Ensinos Fundamental e Médio, nem por isso deixa de ter um excelente acervo de literatura infantojuvenil atualizado. "Essa diversidade de títulos nos traz a comunidade adulta que encontra histórias diferentes, exercendo o prazer da leitura. Isso, sem contar os livros em braile, os e-books com cds e dvds para o pessoal com deficiência auditiva. Encontramos grandes clássicos da Litertatura Brasileira nesses formatos", explica a bibliotecária Marlene Streifinger.

Ainda de acordo com a bibliotecária, os best-sellers que geralmente são estrageiros e fazem sucesso no cinema são os títulos mais retirados pelos jovens, além de autores brasileiros. De agosto de 2012 até agora, a Biblioteca Municipal renovou consideravalmente o acervo, por meio de doações recebidas. "Já são 600 novos títulos e isso representa uma ótima atualização dos títulos disponíveis aqui", garante Streifinger.

A Biblioteca Municipal fica na Av. Nove de Abril, 1977, em um charmoso prédio histórico que já abrigou a Prefeitura e a primeira escola da cidade. O local funciona de segunda a sexta-feiras das 8h às 17h. Para ter acesso aos títulos disponíveis no local, o cidadão precisa se cadastrar levando documento de identidade e comprovante de residência.
Morgana Monteiro
Mtb 29.202

8 de fev de 2013

Solenidade lembra os 480 anos da fundação do povoado de Cubatão

Evento foi realizado na manhã desta sexta-feira, na Avenida Nove de Abril.
Música, poesia, discursos, emoção e um indisfarçável orgulho alteraram, na manhã desta sexta-feira, a rotina agitada da Avenida Nove de Abril, a principal de Cubatão.Motivo: a solenidade comemorativa dos 480 anos de fundação da Cidade, realizada em frente da Biblioteca Municipal.

A música ficou por conta da Banda Marcial; a poesia esteve a cargo da soprano Juliana Finamore, que leu versos do poeta maior cubatense, Afonso Schmidt, antes de cantar música baseada no texto; os discursos foram feitos por autoridades e historiadores locais e o indisfarçável orgulho era o sentimento geral de quem assistiu ao evento.

O vice-prefeito Donizete Tavares do Nascimento- no exercício do cargo de prefeito, durante licença da prefeita Marcia Rosa- ressaltou que tal orgulho se justifica diante do importante papel representado por Cubatão não só na história da região, mas do País." Temos que ter orgulho de nossas belezas, de nossas tradições e resgatá-las", afirmou.

O discurso de abertura da solenidade foi feito por Francisco Torres, chefe da Biblioteca Municipal e Arquivo Histórico. Ele explicou que, ao assinar, em 10 de fevereiro de 1533, a doação das terras locais ao fidalgo Rui Pinto, o donatário da Capitania de São Vicente, Martim Afonso,deu a Cubatão papel importante na história do País, já no início do período colonial." As sesmarias doadas pelo governo português tinham como um dos principais objetivos a defesa das terras contra invasões estrangeiras.Elas eram dadas a fidalgos que tinham condições de propiciar seu desenvolvimento e defendê-las", destacou.

Falando a seguir, Rubens Alves de Brito, presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico e Histórico de Cubatão (Condepac), disse que a data de fundação do povoado não tem apenas valor memorialístico,mas, também, afetivo.

Welinton Borges, titular da Secretaria Municipal de Cultura- órgão organizador da solenidade- afirmou que, ao realizar o evento, o poder público cumpre seu dever de resgatar a História." Este resgate tem, também, seu sentido prático, ou seja, contribuir para a construção de um futuro melhor para as próximas gerações".
 

31 de jan de 2013

Cubatão recebe livraria móvel da editora Unesp

Livros terão descontos de 15 a 50% e servidores poderão usar o Cartão Servidor Cidadão
 
A partir de 21 de fevereiro, o caminhão da Livraria Unesp Móvel, projeto da Editora Unesp, estará estacionado em Cubatão para oferecer mais uma opção de Lazer e Cultura na cidade.
 
Com 20 metros quadrados e capacidade de 2 mil livros, o caminhão-baú ficará nos dias 21 e 22 em frente à Biblioteca Municipal, na Avenida Nove de Abril, e, no final de semana (dias 23 e 24) se desloca para o Parque Anilinas. Na semana seguinte, o caminhão volta para a frente da biblioteca nos dias 28/2 e 1º/3 e retorna para o Parque Anilinas no final de semana, dias 2 e 3/3.
Os livros são acomodados e expostos em estantes que circundam a área em torno ao caminhão, e ainda em duas prateleiras posicionadas na parte central, podendo acomodar até 28 pessoas. A livraria carrega também dois computadores - um para registro de vendas e outro, com tela voltada para o exterior, para uso do cliente, que assim pode pesquisar e comprar livros a partir do site da Livraria Virtual da Editora Unesp.

Descontos - Para marcar a presença na cidade, a livraria anunciou uma política de descontos de 30% para todos os livros da Editora Unesp para a população em geral. O desconto chega a 50% para os servidores municipais e funcionários da Associação Comercial e Industrial de Cubatão, sendo que os servidores poderão ainda usar o Cartão Servidor Cidadão. Já os livros das demais editoras terão desconto geral de 15%.

A Livraria móvel - Conduzida e operada pelo livreiro-motorista Jorge Menezes, que atua no ramo de livros há 15 anos, a Livraria Unesp Móvel tem área de 20 metros quadrados, espaço suficiente para receber cerca de 28 clientes ao mesmo tempo. Essa metragem é alcançada com a abertura da porta lateral do baú (que mede 4,50m x 2,40m x 2,20m de altura).

"Nosso objetivo sempre foi alcançar o leitor onde quer que ele esteja", diz José Castilho Marques Neto, presidente da Editora Unesp e idealizador do projeto. "Já tínhamos a livraria física, da Praça da Sé, e a Livraria Virtual. A loja móvel é mais um canal de acesso ao livro. Mesmo em tempos de distribuição online, é importante apresentar o livro físico ao leitor."
 
Alessandro Atanes
MTb 650/96 DRT-MT

4 de jan de 2013

Programação de férias da Biblioteca Municipal de Cubatão

De 14 a 31 de janeiro, a Biblioteca Municipal de Cubatão promove uma série de atividades para crianças. Cada dia da semana, sempre das 14 às 16 horas, tem uma coisa diferente para fazer.

Desenho para pintar às segundas-feiras; Oficina de Xadrez às terças; Show do Fuzuê com Tótila Artiga (foto) às quartas; Hora do Conto com Nalva Leal às quintas e Oficina de Reciclagem às sextas. A Biblioteca Municipal fica na Avenida 9 de abril, 1977, Centro de Cubatão.
Alessandro Atanes
MTb 650/96 DRT-MT

26 de nov de 2012

Biblioteca Municipal terá recital de violão nesta terça-feira (27)

Biblioteca Municipal terá recital de violão nesta terça-feira (27)
Violinista Fred Lincoln Brito Falcão se apresenta às 20 horas

Um recital de violão pelo professor de música e violinista Fred Lincoln Brito Falcão, com a participação especial de André Farias tocando flauta transversal, ocorrerá nesta terça-feira (27), às 20 horas, na Biblioteca Municipal Prof. João Rangel Simões (Avenida Nove de Abril, 1.977, Centro), com entrada franca.
Residente em Guarujá, Fred Lincoln (nascido 27 de julho de 1983) iniciou em 1998 seus estudos na escola estadual Prefeito Domingos de Souza. Em 2009, formou-se na Faculdade de Educação, Ciências e Letras Dom Domenico, e no ano seguinte começou a estudar na Escola Técnica de Música e Dança Ivanildo Rebouças da Silva, em Cubatão. Ele participa da ONG De Olho no Futuro, como professor de violão do Projeto Social Violodum, atuando também como professor de violão no Anfiteatro Ferreira Sampaio, no Guarujá, e no Lar Espírita Cristão Elizabeth, pelo Projeto Social Uirapuru.

Imagem, na rede social Facebook
Perfil do artista Fred Lincoln (Facebook)

Carlos Pimentel Mendes
MTb 12.283

8 de nov de 2012

Livro de Érika Freire conta história da gata Firmina Dalva e seus amigos

Crianças participam de lançamento na Biblioteca Municipal
Um grupo de alunos do Colégio Integrado Evolução conheceu na tarde desta quinta-feira (8) a gata Firmina Dalva e seus amigos inusitados: o cachorro Afonso Tadeu, o canário Zezinho e o esquilo Serafim. A apresentação aconteceu em uma das salas da Biblioteca Municipal de Cubatão, durante bate-papo com a jornalista Érika Freire e a artista plástica Nice Lopes, responsáveis por darem vida a personagens que narram suas peripécias nas mais de 100 páginas do livro "As aventuras de Firmina Dalva e seus Amigos".

Especializada em jornalismo literário, Érika Freire contou às crianças que a história teve como ponto de partida sua gatinha de estimação. Recolhida das ruas por seu irmão, a gata de pelos brancos e longos bigodes logo se tornou fonte de inspiração. "Trata-se de uma história que destaca o quanto é importante estabelecermos laços de amizade, sempre respeitando nossos amigos".

Já Nice Lopes, responsável pelas ilustrações, disse que começou a desenhar estimulada pela mãe. Hoje, artista plástica e publicitária, tem trabalhos publicados na revista "Claudia", da Editora Abril, no jornal nova-iorquino "The Wall Steet Journal" e em dois grandes livros de ilustração: "Illustration Now!2" e "Illustration Now Portraits", ambos da Editora Taschen.

A obra faz parte de projeto aprovado pelo Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo (ProAC-ICMS) e conta com o patrocínio da empresa Usiminas.

O livro - A personagem principal, a gatinha Firmina Dalva, é encontrada perdida em uma bica por um garotinho que decide levá-la para casa. Lá, ela conhece mais dois amigos: Zezinho, um canário amarelinho e o cachorro Afonso Tadeu. Rapidamente, eles se tornam grandes amigos e passam a dividir muitos momentos. A turma fica completa com os outros animais de estimação dos vizinhos, que vivem na mesma rua: os cachorros Luck, Leão e Maradona, o gato Borracha e também um esquilo, chamado Serafim. Firmina Dalva tem o papel mais corajoso dentro do livro. Ela quer se aventurar. Curiosa, deseja descobrir o mundo. Já Afonso Tadeu, medroso, só pensa em comer. A aventura começa quando o cão some misteriosamente e todos se mobilizam para encontrá-lo.


Fotos: Carlos Felipe
Melchior de Castro Junior
Mtb 15.702

16 de out de 2012

A literatura brasileira vai bem, o leitor é que vai mal, diz Menalton Braff durante o Viagem Literária

Escritor Menalton Braff falou sobre a arte da escrita e mercado editorial
"A necessidade de dizer é o que motiva o escritor" (sobre a vocação literária).
"O escritor tem a obrigação de viver; senão ele se estiola" (sobre a responsabilidade social do escritor).

"A literatura brasileira vai bem. O leitor é que vai mal" (sobre o mercado editorial brasileiro).

"Uma biblioteca é um templo. Um tabernáculo" (sobre o local em que fazia a palestra).

As opiniões são do escritor gaúcho Menalton Braff, durante sua participação no projeto Viagem Literária na manhã desta terça-feira, dia 16, na Biblioteca Municipal. Durante cerca de duas horas, Menalton, vencedor em 2000 da maior láurea literaria brasileira, o Prêmio Jabuti, com o livro de contos "À sombra do cipreste", falou de sua vida, sua obra, sobre o fazer literário e, de maneira simpática, às vezes didática e quase sempre bem humorada, respondeu a perguntas do público.
 
Ao explicar porque entende que a literatura brasileira vai bem e mal o leitor, Menalton citou estatísticas sobre o mercado editorial, dando conta que, hoje, no Brasil, é publicado, em média, 1,9 livro por pessoa, por ano, contra 16 livros por pessoa em países bem menores como a Suécia. Destacou, ainda, o fato de, na média nacional de oferta de livros, estarem incluídos todos os tipos de publicações, de autoajuda a livros didáticos, tendo as obras literárias, consideradas arte ("que é uma necesidade de expressão e não existe para fazer a cabeça de ninguém", acrescentou), uma participação bem pequena.

Mesmo assim, considera-se um otimista "não ingênuo" quanto ao futuro da literatura no País. "Há poucos anos, 60% da população brasileira era composta por analfabetos. Hoje tais números diminuiram muito. Observa-se um grande empenho no estímulo e formação de novos leitores e cito, como exemplo, este projeto, Viagem Literária.
Além disso, nunca vi tanto esforço, nas escolas, para se colocar livros nas mãos dos estudantes".
 
Menalton aprendeu a ler sozinho aos cinco anos de idade, na cidade gaúcha de Taquara, onde nasceu, vendo o pai ensinar a irmã, um ano mais velha que ele. "Ele ensinava mostrando um texto e isso me despertou o interesse por narrativas". O primeiro livro que leu, na mesma época, foi uma edição em quadrinhos de "O Guarani", de José, de Alencar, o que, segundo afirmou, despertou sua vocação pela escrita. "Se gosto tanto de narrativas, por que não vou inventar as minhas?, perguntei a mim mesmo na ocasião. E não parei mais de escrever histórias".

Hoje, 19 livros livros depois - entre coletâneas de contos, romances, histórias infantojuvenis - além de prêmios literários, Menalton que é, também, professor de Literatura Brasileira, continua em grande atividade. Acaba de lançar o romance "O casarão da rua do Rosário", onde procura mostrar como a situação política nacional pode influenciar na vida de uma família.

Diz que não tem uma temática única para suas obras, mas preocupa-se em evidenciar, nelas, como o que fatos externos ao indivíduo podem influir em seu comportamento. O projeto "Viagem Literária" é promovido pela Secretaria de Cultura do Governo do Estado e está em sua quinta edição. Ao apresentar o escritor Menalton Braff, o secretário municipal de Cultura, Welington Borges, destacou a importância do evento por proporcionar o contato direto entre os escritores e leitores.
Foto:Henrique Ramos
 Paulo Mota
MTb 12.814

GALERIA DE IMAGENS

8 de out de 2012

Embarque você também nessa "Viagem Literária"

 
Em Cubatão, a programação continua no próximo dia 16/10
Mais uma edição do projeto "Viagem Literária" prossegue em Cubatão. A Biblioteca Municipal (Av. Nove de Abril, 1977), recebe o módulo 'Bate-papo' com o escritor Menalton Braff, que conversará com os leitores sobre seus livros voltados ao público infantojuvenil. O evento está marcado para o dia 16, terça-feira, às 10h.

Durante a conversa, que tem a participação do público, o escritor contará um pouco de sua trajetória, dedicação à literatura e as publicações que lhe renderam importantes prêmios. Autor de 19 livros, mais um em processo de edição e impressão, Menalton ganhou o Prêmio Jabuti, em 2000, pela coletânea de contos "À sombra do Cipreste".

Também foi finalista da Jornada de Passo Fundo, em 2003 e, novamente do Jabuti, em 2007. Em 2008, recebeu menção honrosa no 50º Prêmio Casa de Las Américas, em Cuba, e foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, com o romance "A muralha de Adriano". O Projeto "Viagem Literária", que está em sua 5ª edição, é uma parceria do Governo do Estado de São Paulo com a Secretaria de Cultura de Cubatão.

Sobre o autor - Professor, contista e romancista, Menalton Braff, nasceu em Taquara, no Rio Grande do Sul, de onde saiu muito cedo. Militante da vida e da política, em 1964, vê-se forçado a abandonar o curso de Economia, desaparecendo como cidadão por alguns anos. Emerge mais tarde, em São Paulo, para fazer o curso de Letras. É na Universidade São Judas que inicia sua carreira, como professor de Literatura Brasileira. Em seus dois primeiros livros: "Janela aberta" (romance) e "Na força de mulher" (contos), adota o pseudônimo de Salvador dos Passos, que abandona para a publicação de "À sombra do Cipreste". Acaba de lançar "O casarão da rua do Rosário".

Prefeitura Municipal de Cubatão
Secretaria de Comunicação

4 de out de 2012

Biblioteca de Cubatão tem ampla programação em outubro

Bate-papo com escritor, oficina de origami e sarau literário fazem parte das atividades
 
A Biblioteca de Cubatão preparou uma vasta programação para o mês de outubro dirigida, principalmente, para a garotada, por conta das comemorações da Semana da Criança. As ações são gratuitas e acontecem nas salas da Biblioteca que fica na Av. Nove de Abril, 1977.

Todas as terças-feiras de outubro tem Oficina de Artesanato com a professora Cida de Paula. A aula ensina a confeccionar os mais diferentes objetos feitos com materiais recicláveis, além de E.V.A. e papel, sempre a partir das 14h.
A criança que deseja aprender a jogar xadrez não pode perder a Oficina da modalidade, ministrada por Wagner Souza e Rodrigo Rocha, no dia 8/10 às 14h. Participantes do Clube de Xadrez de Cubatão, os professores ensinarão a filosofia do esporte, além de algumas dicas.

Dia 9/10, às14h, haverá Oficina de Origami para crianças e adultos. A professora Ademildes Rocha compartilha as técnicas das dobraduras japonesas que transformam folhas em papel nos mais variados animais e objetos. A mesma Oficina será ministrada no dia 27/10, às 14h, para o pessoal da Terceira Idade.

No dia 10/10, às 9h, alunos de escolas públicas participam do Projeto Recreio na Biblioteca, onde podem conhecer as dependências e o funcionamento do local, além de acompanhar uma apresentação do Grupo Rinascita de Música Antiga.

Literatura - As atividades literárias também têm espaço na programação. Dia 10/10, às 14h, é a vez da Hora do Conto com a Nalva Leal. Belas histórias do folclore brasileiro e contos populares vão rechear a tarde da garotada. Em 16/10, o Projeto Viagem Literária faz mais uma parada em Cubatão. A partir das 10h, haverá bate-papo com o escritor Menalton Braff. E no dia 30/10, às 19h30, os poeta da SAB - Sociedade Amigos da Biblioteca realizam Sarau Literário com leitura de textos e muita música celebrando o Dia Nacional do Livro. Outras informações podem ser encontradas no
www.bibliotecacubatao.blogspot.com .

Morgana Monteiro
Mtb 29.202

27 de set de 2012

Literatura e música no Sarau da Biblioteca

Evento reuniu dezenas de poetas, músicos e estudantes na noite desta terça-feira (25/9)

Poesias, contos populares, textos em prosa, música. Tudo isso, reunido em um único lugar, em uma só noite. O Sarau Literário realizado nesta terça-feira (25) na Biblioteca de Cubatão atraiu muita gente. Escritores, comunidade e estudantes acompanharam a noite de leitura e Música Popular Brasileira.

Com equipamento de som à disposição, os escritores cubatenses tiveram a oportunidade de ler textos de sua própria autoria e de outros consagrados como Carlos Drummond de Andrade e Alice Ruiz. Autores da cidade como Natan Alencar, Leonardo Só, Roberto Faccoro, Daniel dos Santos e Edy Ferrie interpretaram poemas. Nalva Leal contou histórias do folclore popular. E até a pequena Laís Leal, de 10 anos, leu um poema de Silvia Manzano.

Entre um texto e outro, as cantoras e instrumentistas Sol e Regina Aureliano, do Grupo Somente Ellas, encantavam a todos com o melhor da MPB. Desta vez, o Sarau Literário contou com a participação dos alunos da Educação de Jovens e Adultos da Escola Estadual José da Costa, do bairro 31 de Março.

O Sarau Literário é uma ideia da SAB - Sociedade Amigos da Biblioteca. Acontece sempre na última terça-feira do mês e tem por objetivo a formação de público. A ideia é apresentar a Literatura de maneira viva, dinâmica e prazerosa, por meio da leitura de textos, proporcionando a esses jovens, o conhecimento de autores da cidade e conhecidos nacionalmente.

"O Sarau atende a necessidade de inserir o estudante em um contexto cultural, envolvendo esses jovens diretamente com a Literatura de forma diferenciada. Já temos várias escolas agendadas conosco e agora, queremos que a comunidade como um todo participe do evento", afirmou a contadora de histórias Nalva Leal, participante da SAB. O próximo Sarau acontece dia 30/10, às 19h30, na Biblioteca Municipal de Cubatão (Av. Nove de Abril, 1977).

Fotos: Jordana Lima Duarte (cortesia)

Morgana Monteiro
Mtb 29.202


Acesseo FACEBOOK e veja mais imagens do evento.